Previsão do tempo
max. 29 | min. 25
Chuvas esparsas
Cotação
Dolar R$ 4,99
Euro R$ 5,40

Previsão do tempo

max. 29 °C

min. 25 °C

Chuvas esparsas

Obras paralisadas é tema de debate na sessão!

Requerimento do vereador Guilherme do Salão levanta discussão!



Na sessão do dia 26/10, um requerimento proposto pelo vereador Guilherme do Salão (PROS) levantou a discussão das obras inacabadas e a utilização de cones em excesso.

O pedido foi para realização de obras de MACROdrenagem na Rua José Cascardi e MICROdrenagem nas ruas conexas do bairro Ilha Caraguatá. Todos os vereadores que pediram a palavra parabenizaram o autor do requerimento, mas, foi a deixa para lembrarem das obras paradas na cidade e a falta de transparência na execução.

“Olha os buracos. A Nove de Abril, é mais fácil colocar um cone agora do que tapar o buraco em frente ao Bradesco?”, disse o vereador Sérgio Calçados

Foto: facebook Luiz Roberto 25/10/2021 12:17h

Rodrigo Alemão (PSDB) falou do Projeto de Lei que protocolou para inserir no Portal da Transparência todas as obras públicas, permitindo acompanhar com cronograma, etapas, contratos, responsável técnico e tudo o que for pertinente, inclusive o motivo do INTERROMPIMENTO DE OBRAS, dando explicação à população.

Alessandro Oliveira (PL) ressaltou que a transparência é fundamental e sobre a questão das obras paralisadas foi buscar justificativas junto ao Prefeito. A justificativa foi que as empreiteiras querem aditivos dos contratos por conta da inflação, ou seja, querem aumentar o valor, e alguns casos, no montante de 70%. É notório que aumentou cimento, areia e ferro, mas, precisamos chegar num consenso.

O prefeito me colocou uma coisa que me fez pensar. Impressionante como tudo aumentou. (…) é um problema mundial. É, Mais cada um com seu gestor. Cada um com a responsabilidade lá do seu país e amenizar. Aqui tá perdido mesmo. Só Deus.”

Roxinho(MDB) lembrou que encabeçou em 2013 uma comissão de desassoreamento e conseguiram recursos financeiros em 2015 para realizar os estudos. Foram em Brasília em 2018 buscar recursos, com a presença do Prefeito e seu vice na época e não deu em nada, levantando a questão daquela máxima de que obras que não aparecem não dá voto!

Conseguiram mais de R$ 1 Milhão em recursos para realizar os estudos, mas nada saiu do papel e atentou para que as chuvas de verão estão chegando.

Qualquer gota d´agua. Qualquer pingo. Tá enchendo”.

Cleber do Cavaco(PL) pediu a palavra para lembrar que quando chove, a população sofre ficando ilhada, não pode sair pra trabalhar, perde bens materiais e é uma luta muito triste.

Sérgio Calçados(PSB) falou sobre um estudo do avanço do nível do mar como um problema global e que a discussão precisa ser metropolitana, mas, criticou a gestão dos contratos vigentes na cidade de Cubatão e enfatizou que não é questão de recursos pois continuamos tendo superavit na arrecadação.

“Não podemos tratar a cidade de Cubatão onde nada se começa e se tem fim”.

Basta olharem as obras da Beira Mar. Vamos fazer a lição de casa, rediscutindo a cidade.

Olha os buracos. A Nove de Abril, é mais fácil colocar um cone agora do que tapar o buraco em frente ao Bradesco? Em frente o supermercado Krill? As pessoas marcam os vereadores. Nós somos marcados lá todos os dias nas redes sociais. Ei vereador. O que os senhores estão fazendo? É como se nós flutuássemos e não passássemos na cidade. Qual é o critério de escolha?”

Foto: facebook Luiz Roberto 25/10/2021 17:03h

Allan Mathias (PSDB) falou que tem experiência em desassoreamento e dragagem e citou uma tecnologia atual que são mais avançadas que o tipo de dragagem utilizada antigamente e precisamos voltar nesse assunto, buscando alternativas e posso contribuir com isso.

“É como se fosse uma pia cheia de louças. Não adianta você lavar a louça, você limpar toda a pia, se o esgoto lá na ponta estiver entupido meu amigo, não vai acontecer coisa boa, com certeza, aquilo vai voltar”

Vereador César Nascimento (PSDB), pediu a palavra em outro momento e falou sobre o que está acontecendo, começando com a frase de que “errar é humano, temos alguns erros, mas também tem muito acerto”.

Lembrou que a Ilha Caraguatá sofre com isso há mais de 30 anos, e disse que o nobre vereador Alessandro se confundiu quando falou em aditamento.

“Não é aditamento, é reequilíbrio contratual. Quando acontece fatos que estão fora daquela realidade que foi pactuado, é o reequilíbrio contratual”.

Com relação a rompimento de contratos, a Prefeitura rompeu com a empresa da obra do Vale Verde, nesse sentido, porque o prazo dado e aquilo que estava dentro do que foi assinado não foi feito.

Alessandro respondeu, agradecendo a correção da fala, mas que a cobrança das obras do Vale Verde, Vila Natal, Beira Rio continuam e as empresas que tocam essas obras pediram pra sair, e agora o Prefeito, de forma legal, tem condições de chamar a segunda colocada. Pedimos celeridade nisso.

Leia também:


Notícia atualizada em 27/10/2021 10h13

Compartilhar

Comentários

binance account erstellen

18 de Mar 2023 - 20h41

Can you be more specific about the content of your article? After reading it, I still have some doubts. Hope you can help me.

Deixe seu comentário

Notícias relacionadas

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Desenvolvido com ❤️ e ☕ por Julimar Jr.