Previsão do tempo
max. 30 | min. 25
Chuvas esparsas
Cotação
Dolar R$ 4,99
Euro R$ 5,40

Previsão do tempo

max. 30 °C

min. 25 °C

Chuvas esparsas

Lombalgia: Cuidado com a coluna!

A dor lombar é uma das principais causas de incapacidade física!


Como não falar dos inúmeros compromissos diários, das atribuições e cobranças que sofremos no trabalho, na escola, vida social ou no ambiente domiciliar. E com tantos afazeres, acabamos esquecendo-se de olhar como nosso corpo está reagindo a esses compromissos, estresse, ansiedade, desconforto e dores musculares.

Um simples ato de respirar corretamente é esquecido. Falar em postura alinhada e um corpo bem posicionado então, nem pensar. Pensando em tudo isso é notório que as dores na coluna surgem subitamente e em alguns casos não desaparecem e se tornam dores crônicas!

A dor lombar é uma das principais causas de incapacidade física entre indivíduos de todas as idades e ambos os sexos, afetando as mulheres em maior número.

Nesse ano especificamente com o advento da pandemia do Covid-19, grande parte da população experimentou uma nova rotina integrada ao trabalho e as aulas. O trabalho e as aulas on-line trouxeram junto dessa nova realidade um aumento expressivo do desconforto da dor lombar!

Alongar e fortalecer os músculos diariamente são opções para adiar a próxima crise de dor na lombar. É importante entender que o exercício não é garantido para eliminar a dor, mas pode torná-la menos frequente. Quando as dores na coluna são graves, permanecer em pé é uma conduta importante na medida do possível, afinal o descanso prolongado na cama não é bom durante uma crise grave de dor na coluna, e tampouco fazer exercícios físicos ou forçar nos alongamentos, por isso, nessa fase busque um profissional especialista no assunto.

A retração miofascial, por exemplo, ocorre quando o músculo faz uma contração involuntária e as fascias (tecidos de revestimento) e que envolvem as estruturas do nosso corpo retraem.

Exemplo de Retração Miofascial decorrente de uma atividade executada de forma inadequada.

Quando a dor grave diminuir, comece gradualmente exercícios suaves para alongar e fortalecer os músculos que suportam a lombar. Músculos mais fortes e flexíveis podem ser menos propensos a ferimentos.

Os estudos realizados até o momento não identificaram nenhum tipo ou nível específico de exercício que funciona melhor do que outro para prevenir a dor na lombar. É importante que de forma individualizada seu fisioterapeuta possa traçar uma conduta personalizada de acordo com suas alterações funcionais. No entanto, as pessoas que se exercitam regularmente, em comparação com aqueles que não, tendem a ter menos recorrências de dor na coluna ao longo do tempo.


Notícia atualizada em 29/11/2021 10h00

Compartilhar

Comentários

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

Notícias relacionadas

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Desenvolvido com ❤️ e ☕ por Julimar Jr.