Previsão do tempo
max. 18 | min. 18
Chuvas esparsas
Cotação
Dolar R$ 5,43
Euro R$ 5,92

Previsão do tempo

max. 18 °C

min. 18 °C

Chuvas esparsas

Tebas: a capital grega da tragédia consanguínea.

Cidade protagonizou diversas batalhas e também foi palco da história de Èdipo e a Esfinge.


Localizada numa região conhecida como Beócia (Grécia Central), a cidade de Tebas foi palco de uma das maiores sequencias de tragédias familiares que conhecemos: Édipo e a Esfinge. O que ocorreu ANTES e DEPOIS da solução do enigma revela como os gregos lidavam com oráculos profetizados.

Quando falamos de cidades-estado gregas, logo vem à cabeça Atenas (Pólis-Política) e Esparta (Pólis-Militar). Mas outras também tiveram participação muito importante como a Ilha de Creta da história de Teseu e o Minotauro, Argos que é a cidade natal do herói Perseu que enfrentou a Medusa e Tebas, cidade natal de Hércules e Édipo.

Também existiu outra Tebas no Egito, onde nos dias atuais estão os templos de Luxor e Karnak, que segundo historiadores, recebeu esse nome por causa da Tebas da Grécia.

Fundada por CADMO, filho de Agenor (um Rei da Fenícia) e também neto do Deus dos mares Poseidon, a cidade de Tebas protagonizou batalhas lendárias contra a poderosa Esparta.

Existiu até quando FELIPE II, Rei da Macedônia e pai de Alexandre, o Grande, a sub-julgou em 338 a.C na batalha de Queronéia, derrotando o conhecido Batalhão Sagrado de Tebas – uma força profissional composta por 300 soldados veteranos que treinavam em tempo integral (Segundo o historiador Plutarco, eram 150 pares de amantes). Ocupada, a cidade perdurou por mais alguns anos, antes de ser totalmente destruída.

Leão de Queronéia, estátua funerária erguida para marcar a tumba comum de mais de 250 membros da Banda Sagrada de Tebas que foram mortos na Batalha de Queronéia em 338 aC .

A fundação de Tebas já nos mostra uma história muito interessante.

Começou quando Zeus raptou Europa, a irmã de CADMO. Após incansável procura, CADMO se deparou com o Deus Apolo que lhe disse para desistir da busca e seguir uma vaca até ela parar e onde ela parasse, deveria fundar uma cidade que recebeu o nome de Tebas ou Cadméia.

EUROPA, sua irmã, foi mãe de Minos, o Rei da Ilha de Creta nos tempos da lenda do Minotauro.

A prole de CADMO foi fonte de inspiração para diversas histórias da mitologia grega.

  • Sua filha SÊMELE, deu à luz ao Deus Baco (Dionísio).
  • A filha INO foi a segunda esposa do rei Athamas e tornou-se a madrasta que causou a partida dos filhos do rei com a ninfa Nefele, que receberam os nomes de Hele e Frixo. Os jovens que são a origem da história dos Argonautas e o Velo de Ouro.
  • Outras filhas de nome AUTÔNOE e AGAVE, foram mães de Acteón e Penteu, respectivamente, netos esses que faleceram tragicamente.
  • Outro filho seu, POLIBO, foi pai de Ládbaco, pai de LAIO, que era pai de ÉDIPO.

LAIO reinou em Tebas mas foi expulso de Tebas pelos gêmeos Anfião (Anfion) e Zetos, que construíram as famosas muralhas da cidade com 7 (sete) grandes portas. Anfião era casado com Níobe (irmã de Pelops) com a qual teve 14 (quatorze) filhos: 7 homens e 7 mulheres.

Níobe, gabando-se de sua descendência (filha de Tântalo, Rei da Frigia), esposa do atual Rei de Tebas e seus 14 filhos, genros e noras, falou que seu corpo e presença não eram indignos de uma Deusa e comparou-se a própria Deusa Latona (Leto), que se ofendeu e vingou-se. Latona mandou seus filhos matar os 14 filhos de Níobe a flechadas. Os filhos da Deusa eram ninguém menos que Apolo e Diana, também deuses gregos.

Quando Laio perdeu perdeu seu reinado, buscou refúgio na corte de Pelops, herói da Frígia o qual deu origem ao local denominado Peloponeso na Grécia. Pelops tinha um filho de nome CRÍSIPO. LAIO se enamorou por este menino causando sua morte. Pelops rogou uma praga dizendo que quando LAIO tivesse um filho homem, seria morto pelas mãos dele e sua esposa tomada.

Na tradição da época, a Esfinge foi enviada pela Deusa Hera, por indignação aos tebanos que não castigaram o crime de Laio (o rapto de Crísipo).

A maldição que caiu sobre a descendência de LAIO é bem conhecida: quando a criança nasceu fruto da união de Laio e Jocasta, foi abandonado para morrer, mas resgatado pelo Rei de Corinto, Pólibo.

O jovem ÉDIPO quando descobriu que seu destino era matar o próprio pai e se casar com a mãe, tratou de fugir de Corinto. No caminho topou com um senhor mais velho e discutiram. Ao final entraram em conflito e ÉDIPO matou-o sem saber que era LAIO, seu pai biológico, dando início ao cumprimento ao Oráculo (profecia).

Quando Tebas ficou sem Rei, assumiu o trono CREONTE, cunhado de Laio e irmão de Jocasta (ou Epicasta).

Ele promulgou que aquele que conseguisse livrar a cidade da ESFINGE, se tornaria rei de Tebas e teria a mão da rainha. ÉDIPO foi essa pessoa que matou a Esfinge, se casou com Jocasta e tornou-se rei de Tebas: Oráculo completo.

ESFINGE GREGA: Monstro feminino, alado, com cabeça e busto de mulher, corpo de leão (ou de cão) e cauda de serpente. Guardava a entrada de acesso a Tebas e propunha um enigma para todos que por ali passavam, as quais, morreriam caso não acertassem a resposta. Se matou de raiva quando Édipo acertou seu enigma.

Após anos, ÉDIPO foi pai de 4 filhos: ISMENE, ANTÍGONA e os gêmeos ETÉOCLES e POLINICES. Quando veio à tona toda a verdade sobre a origem de Èdipo, Jocasta envergonhada se matou e Édipo furou os próprios olhos, partindo para o exílio em Atenas. Assumiu o trono CREONTE (de novo) até que os gêmeos atingissem a idade para governar.

Quando atingiram a idade adequada, fizeram um acordo. Cada um governaria Tebas por um ano, alternadamente, começando por ETÉOCLES. Entretanto, quando chegou o momento de passar o reinado, Etéocles não quis e POLINICES ficou bravo, convocando seu sogro, Adrasto, o rei da cidade de Argos, para invadirem Tebas e tomarem cidade a força. Essa empreitada ficou conhecida como os Sete contra Tebas.

Ao final os gêmeos acabaram se matando em campo de batalha, deixando o trono vazio mais uma vez. Quem assumiu? O tio CREONTE que virou o monarca pela 3ª vez..

O ciclo dos herdeiros de Édipo termina quando ANTÍGONA é punida por desobedecer as ordens de Creonte, enterrando Polinices, já que Creonte lhe negou os ritos funerários por considerar Polinices um traidor da Pátria.

Essas histórias são contadas pelos dramaturgos gregos Ésquilo, Sófocles e Eurípedes, e também são citadas por Homero e algumas versões variam. Em uma delas, a mãe dos filhos de Édipo não seria Jocasta, mas outra pessoa de nome Eurigânia.

Viram quantas tragédias ocorreram na cidade de Tebas? A consanguinidade esta presente em quase todas as lendas.

Na mitologia grega, se remontar a árvore genealógica, verá que em muitos casos os personagens têm ascendência divina ou titânica partindo de um mesmo tronco e muitos passam a fazer sentido.

Fontes principais

O livro da Mitologia: A Idade da Fábula / Thomas Bulfinch, tradução Luciano Alves Meira; [ilustração Getulio Delphim] – 1. ed. – São Paulo: Martin Claret, 2013.

Édipo Rei; Antígona / Sófocles; tradução Ordep Serra e Sueli de Regino – São Paulo: Martin Claret, 2015. -Coleção a obra prima de cada autor.

Tudo o que você precisa saber sobre a mitologia: dos deuses e deusas aos monstros e mortais, seu guia sobre a mitologia antiga / Kathleen Sears; tradução Leonardo Abramowicz. – São Paulo: Editora Gente, 2015.

Sete contra Tebas / Ésquilo; edição bilíngue; tradução, posfácio e notas de Trajano Vieira; ensaio de Alan H. Sommerstein – São Paulo: Editora 34, 2018 (1ª Edição).


Notícia atualizada em 10/07/2022 12h32

Compartilhar

Comentários

Μπνου αναφορ Binance

10 de Fev 2024 - 23h41

Your article helped me a lot, is there any more related content? Thanks! https://www.binance.info/el/join?ref=OMM3XK51

Deixe seu comentário

Notícias relacionadas

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Desenvolvido com ❤️ e ☕ por Julimar Jr.