Previsão do tempo
max. 29 | min. 21
Tempo limpo
Cotação
Dolar R$ 5,42
Euro R$ 5,80

Previsão do tempo

max. 29 °C

min. 21 °C

Tempo limpo

Caminhoneiros autônomos reivindicam área em Cubatão

Motoristas ocupam estacionamento da prefeitura no intuito de serem ouvidos


Ontem (26/12) diversos caminhoneiros autônomos da cidade de Cubatão/SP estacionaram seus caminhões em frente a Prefeitura e Câmara de Vereadores, após tomarem conhecimento que terão que desocupar área na zona industrial da cidade.

A área fica às margens da Avenida Engenheiro Plinio de Queiroz (Zona Industrial) e, após verificarem que uma empresa está fazendo obras na referida Avenida que supostamente iria impedir o acesso deles a área que já ocupam, os motoristas indignados exigiram falar com o chefe do executivo da cidade, Ademario Oliveira, para saber detalhes sobre essas ações.

Outro estopim foi chegar ao conhecimento deles a existência de um Projeto de Lei (PL 131/2023) que transfere uma área ao lado do ECOPATIO (antiga Vila Parisi) em favor da referida empresa, em troca da revitalização feita no prédio do antigo CAMEFE (Jardim São Francisco) para transformar em Ambulatório da Saúde Mental (CAPS) e CAPSi – Caps Infantil.

Em meio a informações desencontradas, representantes da Administração Municipal, o Superintendente da Companhia Municipal de Trânsito-CMT, o comandante da Guarda Civil e Vereadores, participaram de uma reunião com os motoristas para alinhar os fatos e buscar uma solução. Por fim, a reunião foi considerada como infrutífera por alguns dos presentes e os caminheiros estão acampados em frente do paço municipal até que sejam ouvidos e tenham sua situação resolvida pelas autoridades competentes.

A discussão gira em torno de encontrar um local adequado que possa acomodar aproximadamente 500 caminhões, de modo que eles não fiquem espalhados pela cidade em locais indevidos.

Não obstante a isso, a nova Lei de Uso e Ocupação do Solo, juntamente com o Plano Diretor, foram aprovados prevendo liberação de novos espaços na cidade, mas nada ficou definido em relação ao estacionamento de caminhões.

Um buzinaço chegou a ser feito e anunciado que seria a cada 1 hora. Mas os caminheiros resolveram não dar continuidade porque isso poderia causar desconforto a crianças e idosos sensíveis ao barulho, incluindo animais.

LEIA TAMBÉM


Compartilhar

Comentários

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

Notícias relacionadas

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Desenvolvido com ❤️ e ☕ por Julimar Jr.